Duas anomalias ocorridas durante as operações de reprogramação do telescópio espacial americano Hubble vão atrasar a retomada de suas atividades científicas, informaram os responsáveis pelo programa nesta sexta-feira.

"Uma investigação sobre a origem das duas anomalias - que surgiram na quinta à tarde - está em curso, todos os dados foram coletados e serão analisados", afirmou o diretor do programa Hubble, Art Whipple, em teleconferência.

"Acreditamos que as atividades científicas do Hubble não serão plenamente restabelecidas antes do fim da próxima semana (...) porque há muitas análises a fazer e dados a examinar", comentou.

"Os instrumentos científicos ficarão em modo de segurança, ou seja, em vigilância, até que esse problema seja resolvido", declarou Art Whipple, acrescentando que "todos os outros sistemas no Hubble funcionam normalmente".

Nessa mesma teleconferência, mantendo-se "otimista com a recuperação plena das operações científicas do telescópio", o diretor da divisão de Astrofísica da Nasa, Jon Morse, não excluiu a possibilidade de "enfrentar ainda dificuldades inesperadas".

O telescópio espacial, posto automaticamente em suspenso em 27 de setembro, devido a uma falha técnica, não será reativado até que essas falhas tenham sido solucionadas

A equipe do Hubble havia anunciado, na terça-feira passada, a transferência do sistema de operação do telescópio do lado A, paralisado por uma avaria, para o lado B", jamais foi utilizado em 18 anos do Hubble em órbita.

A avaria no lado A do Hubble obrigou a agência espacial americana a adiar, em outubro, a última missão de manutenção do telescópio, a cargo dos sete astronautas do ônibus espacial Atlantis.

A Nasa decidiu aproveitar a mesma missão do Atlantis para também substituir a parte avariada do Hubble, o que levou ao adiamento do vôo espacial, já que as peças de reposição não estão prontas.

Orbitando a 575 km da Terra, o Hubble permitiu aos cientistas estimar melhor a idade e a origem do universo, observar distantes supernovas e identificar corpos dentro e fora do sistema solar.

js/tt/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.