'Dr. Morte' morre aos 83 anos nos EUA

O defensor do direito ao suicídio assistido Jack Kevorkian morreu provavelmente de trombose pulmonar em um hospital de Detroit

AP |

AP
Jack Kevorkian (à esq.), mais conhecido como Dr. Morte, é visto em Nova York em 14/04/2010
O defensor do direito ao suicídio assistido Jack Kevorkian, também conhecido como Dr. Morte, morreu em um hospital na área de Detroit às 2h30 (horário local) desta sexta-feira aos 83 anos, de acordo com um amigo próximo e do advogado Mayer Morganroth.

Desde o mês passado, Kevorkian estava internado no Hospital William Beaumont em Michigan, disse Morganroth. Uma causa oficial para a morte ainda não foi determinada, mas Morganroth disse que seria provavelmente trombose pulmonar.

Kevorkian foi libertado de uma prisão de Michigan em 2007, depois de cumprir oito anos sob acusação de assassinato em segundo grau. Ele diz que assistiu ao menos 130 suicídios.

Em 2008, ele concorreu ao Congresso como candidato independente, recebendo apenas 2,7% dos votos no distrito de Detroit. Ele disse que sua experiência mostrou que o sistema partidário era "corrupto" e "tem de ser completamente reformulado de baixo para cima".

Sua história de vida inspirou o filme da HBO de 2010 "You Don't Know Jack" (Você Não Conhece Jack") que rendeu ao ator Al Pacino os prêmios Emmy e Golden Globe por sua representação de Kevorkian. Pacino homenageou Kevorkian durante seu discurso no Emmy e reconheceu o ex-médico famoso mundialmente, que estava sentado sorrindo na plateia.

    Leia tudo sobre: Jack Kevorkiandr. morteeuaal pacino

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG