Doze rebeldes morrem em operações de segurança em Bagdá

Bagdá, 19 abr (EFE).- Doze suspeitos de serem rebeldes morreram em operações lançadas pelas forças iraquianas nas últimas 48 horas em diversas zonas de Bagdá, informou hoje a agência independente iraquiana Aswat al-Iraq.

EFE |

O anúncio foi feito pelo porta-voz do plano de segurança para Bagdá, general Qasem Ata, citado pela agência.

O responsável militar também disse que, nas operações, as forças de segurança detiveram doze suspeitos, e capturaram seis pessoas que eram procuradas pela Polícia devido a seu suposto envolvimento em ataques e atentados.

Além disso, Ata destacou que agentes do Ministério do Interior iraquiano conseguiram desativar um carro-bomba e uma bomba, além de ter descoberto grandes quantidades de armas e munição, e um barril com dinamite em um subúrbio do leste de Bagdá.

Dezenas de milhares de soldados e policiais iraquianos, com apoio de tropas americanas, vigiam o cumprimento desde fevereiro de 2007 do plano de segurança para Bagdá, que tem como principal objetivo colocar fim aos atentados e ataques nessa cidade. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG