Doze milicianos iraquianos morrem em ataques aéreos americanos e britânicos

Bagdá, 11 abr (EFE).- Doze supostos milicianos xiitas morreram em dois ataques aéreos de um avião americano e um helicóptero britânico no bairro xiita de Cidade de Sadr, em Bagdá, e em Basra, no sul do país, informaram hoje os respectivos Exércitos.

EFE |

Segundo a nota dos EUA, um avião não-tripulado matou seis "criminosos fortemente armados" quando o aparelho detectou um grupo de homens com morteiros e lança-granadas no norte de Cidade de Sadr, às 21h30 (14h30 de Brasília) desta quinta-feira.

"O aparelho aéreo não-tripulado lançou um míssil Hellfire, matando seis criminosos fortemente armados por volta das 21h45 (14h45 de Brasília)", afirma o comunicado.

Enquanto isso, em Basra, 550 quilômetros ao sul do Iraque, um helicóptero britânico matou outros seis supostos milicianos após disparar contra eles em apoio de unidades do Exército iraquiano no bairro de Hayaniya, no centro da cidade.

Nas últimas semanas, os confrontos entre a milícia Exército Mehdi, dos seguidores do clérigo Moqtada al-Sadr, e as tropas iraquianas continuaram, apesar de o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, ter dado por encerradas as operações nessa zona.

EFE ah/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG