Doze detidos por incêndio em torre emblemática de Pequim

A polícia de Pequim anunciou nesta quinta-feira a detenção de um diretor da emissora de televisão central chinesa (CCTV) e outras 11 pessoas depois do incêndio na futura sede da CCTV, provocado por fogos de artifício.

AFP |

As 12 pessonas detidas foram acusadas de organizar o espetáculo pirotécnico, que não havia recebido autorização legal e destruiu na segunda-feira grande parte de um centro cultural de 29 andares, que abrigaria um hotel luxuoso, um estúdio de televisão e um centro técnico.

Um bombeiro morreu no incêndio perto da torre da CCTV, de 234 metros de altura, projetada pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas.

Leia mais sobre: incêndios

    Leia tudo sobre: china

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG