Dormir na cama de Saddam custará US$ 200

Cairo, 27 mar (EFE).- Dormir na mesma cama que o ex-líder iraquiano Saddam Hussein usava em um palácio da província iraquiana de Babil pode se tornar realidade, com o pagamento de US$ 200 por noite, mais ainda há um desconto especial para jornalistas.

EFE |

O jornal árabe internacional "Al-Hayat" informa hoje que as autoridades dessa província, de maioria xiita, decidiram abrir ao público um dos palácios de Saddam e oferecer a possibilidade de dormir na mesma cama que o ex-líder iraquiano.

O público em geral tem que pagar 250 mil dinares iraquianos por noite (US$ 215), mas os jornalistas desembolsarão 40 mil dinares (US$ 34). O "Al-Hayat" não explica a que se deve o privilégio.

Saddam governou o Iraque entre 1979 e 2003. Foi derrubado por causa da invasão militar liderada pelos EUA e executado em 30 de dezembro de 2006, após ter sido declarado culpado de crimes contra a humanidade pela Justiça iraquiana.

O ditador tinha dezenas de luxuosos palácios distribuídos por todo o país. O de Babil se encontra no meio de um jardim de palmeiras, em frente ao rio Eufrates, cerca de 100 quilômetros ao sul de Bagdá.

Alguns deles foram ocupados pelo Governo e outros serviram como sede para as forças militares estrangeiras que ainda estão neste país. EFE na-ag/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG