Dormir 1h a mais por noite reduziria risco cardiovascular

Dormir uma hora a mais por noite pode reduzir o risco de calcificação das artérias, um dos primeiros sintomas das doenças cardiovasculares, de acordo com um estudo publicado nesta terça-feira no Journal of the American Medical Association (Jama).

AFP |

O ganho dessa hora suplementar de sono equivale a uma queda de 17 milímetros de mercúrio da tensão sistólica, destacam os autores da pesquisa realizada no Centro Médico da Universidade de Chicago (Illinois, norte).

Pelo menos 12% dos 495 participantes desse estudo - voluntários com boa saúde na faixa dos 40 anos - começaram a ser vítimas de calcificação de suas artérias ao longo de um período de acompanhamento de cinco anos.

Artérias calcificadas foram descobertas em 27% dos participantes que dormem menos de cinco horas por noite. Essa taxa caiu para 11% nos que dormem entre cinco e sete horas. No caso dos que dormem mais de sete horas, apenas 6% tiveram calcificação das artérias.

Os benefícios do sono, para as artérias, parecem mais significativos nas mulheres, mas não foram verificados entre as raças.

"A coerência e a amplitude da diferença" entre os indivíduos do estudo, em função da duração de seu sono e do grau de calcificação arterial, "surpreenderam-nos", disse Diane Lauderdale, professora de Saúde Pública na Universidade de Chicago e principal autora da pesquisa.

"Essas diferenças são um mistério, e nós podemos apenas nos perder em conjecturas sobre as razões pelas quais os que dormem menos têm risco maior de desenvolver uma calcificação de suas artérias coronárias", acrescentou.

Pesquisas recentes levam a crer que uma privação crônica parcial do sono pode ser um fator de risco referente a um conjunto de problemas médicos, como ganho de peso, diabetes e hipertensão, completam os autores do estudo publicado no Jama.

js/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG