Nova York, 20 jun (EFE).- Os donos de um edifício em Manhattan (EUA) que ficou seriamente danificado após a queda de um guindaste de construção no mês passado reivindicam US$ 100 milhões de indenização pela destruição causada em sua propriedade, informou hoje a imprensa local.

O incidente aconteceu em 30 de maio e causou a morte a duas pessoas, uma delas a que operava o guindaste.

A firma proprietária do imóvel danificado, First & 91 LLC, alega no processo apresentado para a Suprema Corte de Nova York que a queda do guindaste ocorreu porque as companhias não atenderam às normas municipais e devido a uma utilização inadequada e imprudente do equipamento.

Os processados são a companhia proprietária do guindaste, New York Crane & Equipment, a empresa que operava o equipamento, Sorbara Construction, a construtora Leon Dematteis Costruction e a firma proprietária do edifício em obras, 1765 First Associates. EFE vm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.