Donos de cães poderão ser multados no Peru

LIMA (Reuters) - Os amantes dos animais têm motivos para se preocupar, ao menos os que vivem no bairro de Jesús María, no centro de Lima, onde as autoridades decidiram impor limites para o número de cães em cada domicílio, com multas para os infratores. Segundo a portaria publicada no diário oficial de quinta-feira, moradores de edifícios, vilas ou condomínios poderão ter apenas um cachorro. Quem vive em casa poderá ter dois cães.

Reuters |

A medida assinada pelo administrador do bairro argumenta que 'são reiteradas as queixas de moradores que não podem viver com tranqüilidade, harmonia e salubridade física e mental em suas casas ou apartamentos porque alguns vizinhos, abusando do seu direito de propriedade, mantêm excessivos e escandalosos cães que perturbam sua paz interior'.

Quem violar a nova regra fica sujeito a multa de 350 sóis (118,4 dólares), além da 'retenção [dos animais] e cessão a uma organização que se encarregue dos cães por risco, conta e custo do infrator'.

A multa atinge 700 sóis para moradores que venham a ignorar acordos de condôminos contra a posse de cães nos prédios. A portaria não estabelece restrições a outros animais, como gatos.

Muitos moradores estão indignados com a medida. 'Meus cães são meus filhos. Não incomodam ninguém. Prefiro me mudar para outro bairro a abandoná-los', disse María Solano, 70 anos, dona de Boni e Fiama, duas vira-latas recolhidas há cinco anos na rua.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG