Dono do Chelsea pagará por reforma de cemitério na Rússia

Moscou, 23 jul (EFE).- O magnata russo Roman Abramovich, dono do Chelsea, vai arcar com os custos da reforma do Cemitério Judeu da cidade de São Petersburgo, na Rússia.

EFE |

O líder da comunidade religiosa, Makr Grubarg, disse que o cartola, que também é presidente do Conselho de Tutores da Federação das Comunidades Judaicas do país, se comprometeu a bancar a obra, além da reforma de um prédio histórico.

A prefeitura de São Petersburgo se mostrou satisfeita com a participação de Abramovich e concordou em ceder o edifício, além de entregar um projeto já pronto de reconstrução do cemitério.

Grubarg afirmou que o custo da obra ainda não foi calculado e elas devem durar cerca de três anos.

O dono do Chelsea tem uma fortuna pessoal estimada em 18,7 bilhões de euros e é uma das 20 pessoas mais ricas do mundo. Seu clube conta com o técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari, além de alguns dos jogadores mais famosos do planeta, como o zagueiro inglês John Terry e o meia alemão Michael Ballack. EFE se/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG