Dono de restaurante processa modelo por destruição de guarda-chuva de US$5 mil

NOVA YORK - O dia está nublado para o dono de um restaurante de Manhattan que processou uma supermodelo dizendo que ela danificou propositalmente um guarda-chuva de designer comprado por US$5 mil.

AP |

Acordo Ortográfico

A juíza da Suprema Corte do Estado, Joan A. Madden, abandonou o caso de Nello Balan na sexta-feira.

Ela também multou o advogado de Balan em US$500 por dar entrada em uma ação frívola e disse que esse tipo de processo representa um "desperdício dos recursos judiciais".

Balan disse ter emprestado seu guarda-chuva de couro criado por Jean-Paul Gaultier numa edição limitada a supermodelo Le Call, que devolveu o mesmo em dois pedaços dias depois.

Balan, dono do imã de celebridades Nello's, pediu ressarcimento de
US$1 milhão no processo e alegou danos emocionais por causa da destruição do guarda-chuva.

Os advogados de ambas as partes se recusaram a comentar o assunto.

Leia mais sobre Nova York


    Leia tudo sobre: nova york

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG