Dominado homem armado que havia feito reféns no centro de Bogotá

Um grupo de policiais colombianos invadiu um escritório no centro de Bogotá onde um ex-militar mantinha dezenas de reféns, desarmando-o, segundo imagens transmitidas ao vivo pela televisão.

AFP |

Os homens do grupo anti-seqüestro Gaula invadiram o escritório, enquanto um policial à paisana arrancou a granada do seqüestrador num momento em que ele lia para as câmeras da televisão um extenso discurso.

O ex-militar havia pedido a presença da imprensa, de representantes do escritório de Defensoria do Povo (Ombudsman) e do embaixador do México no local, o que foi aproveitado pela polícia para infiltrar agentes à paisana.

No seu discurso, o homem afirmou que havia relações do Exército com operações da ultradireita nos anos oitentas.

Ele afirmou ter trabalhado em um batalhão da inteligência e de ter participado operações contra a guerrilha, antes de receber treinamento do israelense Yair Klein, passando a integrar um grupo paramilitar financiado pelo narcotráfico.

hov/fb/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG