Tamanho do texto

Berlim, 9 ago (EFE).- Os dois turistas alemães seqüestrados por piratas há um mês na costa da Somália foram postos em liberdade, segundo informações da agência alemã de notícias DPA.

As informações se baseiam em declarações das autoridades portuárias de Bosasso, na região de Puntlândia, informando que o casal se encontra na citada cidade à espera de ser repatriada.

O Ministério de Assuntos Exteriores alemão não pôde confirmar por enquanto a informação e um porta-voz se limitou a assinalar que "a equipe de crise continua esforçando por conseguir que os dois seqüestrados fiquem sob custódia alemã".

Jürgen K. e Sabine M. foram capturados por piratas no dia 23 de junho quando navegavam pela costa somali em sua embarcação privada.

Os seqüestradores tinham exigido o pagamento de "impostos" e um resgate de US$ 2 milhões. EFE ih/ma