Dois terroristas islâmicos são acusados de prepararem atentado na Alemanha

Berlim, 2 set (EFE).- A promotoria federal alemã apresentou hoje acusação formal contra dois supostos terroristas islâmicos, detidos há um ano e considerados suspeitos de prepararem um grande atentado com bombas na Alemanha.

EFE |

Os acusados são os alemães convertidos ao islamismo Fritz Gelowicz, de 29 anos, e Daniel Schneider, de 22, além do cidadão turco Adem Yilmaz, de 29 anos, que serão processados pela Audiência Territorial de Düsseldorf.

Os três são acusados de pertencerem a um grupo armado que atua dentro e fora do território alemão e de posse de explosivos, já que no momento de sua detenção foram encontrados mais de 700 quilos de produtos químicos usados na fabricação de bombas.

Segundo as investigações da procuradoria, os três acusados, que foram detidos enquanto manipulavam material explosivo, tinham a intenção de detonarem vários carros-bomba em estradas alemãs.

Os atentados deveriam ter sido cometidos em outubro de 2007, para que coincidissem com a renovação do mandato parlamentar para a missão do Exército alemão em Afeganistão.

Acredita-se que por trás dos planos estava a organização radical União da Jihad Islâmica, que atua na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão.

A acusação está baseada em conversas dos três homens que foram gravadas pelas autoridades e que documentam seu processo de radicalização.

Aparentemente, Gelowicz, Schneider e Yilmaz queriam a princípio combater no Afeganistão, mas a organização tinha outros planos para eles.

O Departamento Federal de Investigações (BKA) citou um fragmento de uma das conversas na qual Yilmaz declara sua intenção de causar um "segundo 11 de Setembro", em referência ao ataque às Torres Gêmeas, em Nova York.

Os suspeitos estiveram sob observação da Polícia durante vários meses e acabaram sendo detidos em 4 de setembro de 2007, quando se preparavam para misturar explosivos em uma casa na região de Sauerland (oeste da Alemanha). EFE rz/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG