Copenhague, 20 ago (EFE) - Entre os 173 passageiros do vôo da Spanair que se acidentou hoje no aeroporto de Barajas, em Madri, estão pelo menos dois suecos, informou o Ministério de Assuntos Exteriores da Suécia.

A fonte especificou que um deles ficou ferido e foi levado a um hospital de Madri, enquanto se desconhece a situação do outro passageiro.

O diretor-executivo da SAS, Mats Jansson, qualificou o acidente de hoje do avião da Spanair de "horrível" e "trágico".

Jansson destacou em entrevista coletiva concedida no aeroporto de Kastrup (Copenhague) que ainda não se sabia com certeza o número de vítimas.

A ministra de Fomento espanhola, Magdalena Álvarez, estimou em mais de 140 o número de mortos, mas fontes dos serviços de emergência de Madri informaram à Agencia Efe que o número provisório de mortos chega a 146, com 26 feridos, alguns em estado grave.

Jansson e o vice-diretor da SAS, John Dueholm, retornavam da China quando souberam do fato, e decidiram fazer uma breve entrevista coletiva em Kastrup antes de seguir viagem a Barajas para apoiar o trabalho das unidades de crise das companhias aéreas escandinavas deslocadas ali.

Ambos expressaram condolências às vítimas e a suas famílias.EFE alc/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.