Dois soldados são seqüestrados por rebeldes muçulmanos no sul das Filipinas

Zamboanga (Filipinas), 12 jun (EFE).- Dois soldados do Exército das Filipinas foram seqüestrados por rebeldes da Frente Moura de Libertação Islâmica (FMLI) no sul do país, indicaram hoje fontes militares.

EFE |

O secretário de Defesa do Governo filipino, Gilberto Teodoro, afirmou em entrevista coletiva que os militares foram aprisionados na terça-feira passada, na aldeia de Tipo-Tipo, na província de Basilan (900 quilômetros ao sul de Manila).

Teodoro explicou que os soldados foram detidos quando se reuniam com um comandante do movimento separatista FMLI, que supostamente tinha intenção de render-se às tropas do Governo.

"Os rebeldes utilizaram isto como um chamariz, e depois os retiveram contra sua vontade", relatou o porta-voz do Exército.

A FMLI, a maior guerrilha islâmica das Filipinas, com cerca de 12 mil combatentes, surgiu em 1978, com o objetivo de estabelecer um Estado islâmico na região sul do arquipélago. EFE rp/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG