Dois soldados e 2 paramilitares morrem em tiroteio com rebeldes nas Filipinas

Manila, 28 abr (EFE).- Dois soldados e dois membros de um grupo de Defesa Civil morreram em um confronto com supostos rebeldes comunistas do Novo Exército do Povo (NEP) no sudeste das Filipinas, informaram fontes militares.

EFE |

O fato aconteceu neste domingo em Compostela Valley, na ilha de Mindanao, a 950 quilômetros ao sudeste da capital, quando as forças governamentais encontraram com um grupo de insurgentes perto do povoado de Monkayo.

No tiroteio que ocorreu em seguida, quatro pessoas morreram, dois militares e dois membros da Unidade Geográfica de Forças Armadas Civis. Dois milicianos e um soldado ficaram feridos.

Um porta-voz do Exército assinalou que os rebeldes planejavam atacar uma mina próxima ao local do tiroteio e não informou de baixas no bando inimigo.

O NEP, braço armado do ilegal Partido Comunista das Filipinas, conta com entre 5.700 e 7.200 combatentes regulares e está desde 1969 lutando contra o Governo em um conflito que causa mortes quase que diariamente. EFE csm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG