Dois soldados da Otan são mortos no sul do Afeganistão

Dois soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) morreram nesta segunda-feira no sul do Afeganistão em incidentes diferentes, anunciou a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf).

AFP |

Um soldado morreu em uma "ação hostil inimiga", segundo o comunicado da Isaf. A força da Otan, que inclui militares de 40 países, não informou a nacionalidade da vítima.

Em outro incidente, um soldado britânico morreu em uma explosão no sul afegão, elevando a 96 o número de militares da Grã-Bretanha mortos no país desde 2001, segundo o ministério da Defesa britânico.

O soldado participava de uma patrulha de rotina a pé em Musa Qala, na província meridional de Helmand, quando ocorreu a explosão, segundo o ministério, que não deu mais detalhes sobre as circunstâncias a pedido da família da vítima.

"Ninguém mais ficou ferido", segundo o ministério.

Ao todo, 7.800 soldados britânicos atuam na província de Helmand, no sul afegão, onde acontecem os combates mais violentos entre as forças da Otan e os insurgentes talibãs.

O balanço de militares estrangeiros mortos este ano no Afeganistão é de 56, a maioria em combates ou em atentados.

lv/ap/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG