Riad - Dois jovens sauditas foram condenados a 120 chicotadas cada um por incomodar e assediar uma mulher em um centro comercial da cidade de Jidá, no oeste da Arábia Saudita, informou hoje a imprensa local.

A sentença foi ditada neste domingo por um tribunal islâmico de Jidá, dois dias depois de uma mulher acusar os dois jovens de a terem seguido e incomodado em uma rua e em um centro comercial da cidade.

O jornal "Al-Eqtisadiyah", que não divulga nomes, diz que a mulher, de 30 anos, acusou os dois jovens de terem usado um aparelho que emite raios para destacar algumas partes de seu corpo.

A Arábia Saudita tem uma sociedade tribal muito conservadora, onde pessoas de sexos diferentes ficam separadas em espaços públicos e são comuns punições com flagelação contra homens acusados de cortejarem mulheres.

Leia mais sobre: chicotadas - assédio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.