SÃO PETERSBURGO, Rússia (Reuters) - Dois homens russos foram presos nesta quarta-feira por afogar uma menina de 16 anos que conheciam e comer partes de seu corpo durante uma bebedeira, disseram investigadores.

Os dois amigos, ambos de 20 anos, afogaram a menina num banheiro antes de cortá-la e cozinhar partes de seu corpo, informou num comunicado a unidade de investigação da promotoria-geral. Eles roubaram seu celular, um reprodutor musical e roupas.

SÃO PETERSBURGO, Rússia (Reuters) - Dois homens russos foram presos nesta quarta-feira por afogar uma menina de 16 anos que conheciam e comer partes de seu corpo durante uma bebedeira, disseram investigadores.

Os dois amigos, ambos de 20 anos, afogaram a menina num banheiro antes de cortá-la e cozinhar partes de seu corpo, informou num comunicado a unidade de investigação da promotoria-geral. Eles roubaram seu celular, um reprodutor musical e roupas.

O floricultor Maxim Glavatsky foi condenado a 19 anos de prisão, enquanto seu amigo desempregado Yury Mozhnov recebeu uma pena de 18 anos de detenção.

Ambos são naturais de São Petersburgo, no norte da Rússia, onde ocorreu o ataque, segundo o comunicado.

(Reportagem de Conor Humphries)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.