Dois reféns austríacos seqüestrados pela rede islamita Al-Qaeda no deserto tunesiano em fevereiro passado foram libertados em Mali, informou nesta sexta-feira o chancelaria em Viena.

A ministra austríaca das Relações Exteriores, Ursula Plassnik, "informa que Wolfgang Ebner e Andrea Kloiber, que foram seqüestrados em 22 de fevereiro, recuperaram a liberdade", afirmou o ministério em um comunicado.

Ebner, de 51 anos, e Kloiber, de 44, foram capturados quando circulavam pelo sul da Tunísia, e levados para Mali.

O seqüestro foi reivindicado pelo Braço da Al-Qaeda no Magreb Islâmico (BAQMI), que inicialmente exigia a libertação de islamitas detidos na Argélia e Tunísia e depois teria trocado essa exigência por um resgate monetário.

gg/dp/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.