Dois rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, separatista) morreram nesta sexta-feira em combates contra o exército turco na zona montanhosa próxima de Catak, leste da Turquia, indicou uma fonte de segurança local.

O exército turco reforçou sua ação contra o PKK desde dezembro com vários ataques contra as bases rebeldes situadas no norte do Iraque.

As forças de segurança realizaram ainda uma ofensiva terrestre de uma semana no Curdistão iraquiano onde Ancara afirma que se encontram mais de 2.000 rebeldes curdos.

O PKK, considerado uma organização terrorista pela Turquia, Estados Unidos e União Européia (UE), iniciou em 1984 uma luta para obter a independência do sudeste e leste da Anatólia, cuja população é majoritariamente curda, e desde então provocou mais de 37.000 mortes.

str-nc/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.