Dois mortos e milhares de desabrigados pela chuva no Sul

Rio de Janeiro, 12 set (EFE).- A chuva que castiga nos últimos dias o sul do Brasil causou duas mortes, interrupções de estradas e obrigou mais de 19 mil pessoas a deixarem suas casas, informaram fontes oficiais.

EFE |

No estado de Santa Catarina, o mais atingido, uma mulher de 60 anos morreu afogada em uma estrada que inundou quando o rio Araranguá transbordou, na altura da localidade de Praia Grande, segundo o último boletim da Defesa Civil.

A mulher tentava atravessar uma área inundada em uma carroça, quando o cavalo se assustou e o veículo tombou, fazendo com que ela caísse e fosse levada pela correnteza.

No Rio Grande do Sul, um homem de 45 anos morreu neste sábado arrastado pelas águas do rio Mel, que transbordou em Iraí e arrastou seu automóvel.

As chuvas das últimas horas contribuíram para elevar o número de desabrigados em Santa Catarina para 19 mil pessoas, incluindo os atingidos pelo vendaval ocorrido na segunda-feira passada que causou quatro mortes em Guaraciaba, município na fronteira com a Argentina.

Nas últimas horas, o nível de vários rios subiu e alguns transbordaram, causando interrupções em rodovias federais e estaduais, além de isolar algumas localidades.

A Defesa Civil de Santa Catarina informou que 1,2 mil pessoas estão isoladas em oito localidades na área rural do município de Turvo.

A previsão do tempo alerta que as chuvas persistirão até o domingo, podendo chegar a 150 milímetros de precipitações no sul de Santa Catarina, o que aumentará o risco de deslizamentos e inundações.

Em novembro passado, a região do Vale de Itajaí, também em Santa Catarina, foi castigada durante vários dias por um dilúvio que fez vários rios transbordarem e provocou deslizamentos de terra que causaram 120 mortes e bilhões de dólares em perdas materiais. EFE mp/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG