Katmandu, 15 jun (EFE).- Pelo menos duas pessoas morreram na explosão de uma bomba colocada em uma estação de ônibus no sul do Nepal, informou hoje a agência Nepal News.

O atentado foi registrado na noite deste sábado no distrito Rautahat, na região de Terai, quando uma bomba ativada à distância explodiu em uma área de espera de passageiros da estação.

Duas pessoas que foram levadas ao hospital morreram por causa das lesões sofridas, enquanto os 13 feridos, entre os quais há quatro crianças, estão recebendo atendimento médico.

A organização armada "Exército de Terai" reivindicou a autoria do ataque.

Vários grupos armados que lutam pelos direitos da população tribal que mora no sul do país realizam freqüentes atentados.

Durante a campanha eleitoral que precedeu o pleito do dia 10 de abril, alguns destes grupos tentaram boicotá-la com a colocação de bombas em comícios dos principais partidos do país.

Estas organizações exigem maior presença da população do sul do Nepal na Assembléia Constituinte, que em 28 de maio declarou a República e colocou fim a 240 anos de Monarquia.

A antiga guerrilha maoísta, que venceu as eleições, ainda deve formar o Governo, previsivelmente junto a outros partidos, embora as legendas do país tenham que chegar a um acordo sobre a figura do presidente e a reintegração dos ex-combatentes no Exército nepalês.

A declaração da República culminou com o processo de paz iniciado no final de 2006, após dez anos de guerra entre o Governo e a guerrilha maoísta. EFE ms-amp/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.