Dois jornalistas são libertados de sequestro no México

Terceiro colega do grupo ainda está no cativeiro

AFP |

Policiais mexicanos libertaram na madrugada deste sábado dois dos três jornalistas que foram sequestrados na segunda-feira em Durango, norte do México, informou a rede de televisão Milenio.

"Os jornalistas da Televisa -maior emissora do país- em Durango e da Multimedios Milenio já foram libertados", disse Ciro Gómez, apresentador da Milenio Televisión em um programa especial sobre o tema.

Na manhã deste sábado a libertação do jornalista da Milenio já tinha sido anunciada por uma fonte anônima.

Até o momento, a Secretaria de Segurança Pública Federal não forneceu os detalhes da operação nem informações sobre o estado de saúde dos jornalistas libertados.

Jaime Canales, da Milenio; Alejandro Hernández, cinegrafista da Televisa em Durango; Héctor Gordoa, repórter da Televisa México; e Oscar Solís, do jornal local El Vespertino -que ainda permanece cativo- foram sequestrados na segunda-feira por homens armados após a cobertura de um protesto de presidiários em uma penitenciária de Durango.

Gordoa, libertado na quinta-feira, disse que seus colegas estão em bom estado de saúde.

    Leia tudo sobre: Méxicoviolênciajornalistas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG