Tamanho do texto

A polícia do Zimbábue deteve nesta quinta-feira dois jornalistas estrangeiros em um hotel na capital Harare, acusados de cobrir as eleições sem o credenciamento necessário, informou um porta-voz oficial.

"Posso apenas confirmar que detemos dois jornalistas no York Lodge", afirmou o porta-voz Wayne Bvudzijena.

Um deles é o correspondente do New York Times Barry Bearak, que estava no Zimbábue cobrindo as eleições presidênciais.

"Eles estão sendo investigados por exercer seu ofício sem credenciamento", explicou sem dar mais detalhes sobre a identidade do segundo jornalista.

sn-fpp/cl/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.