crimes de guerra por britânicos mortos em 2003 - Mundo - iG" /

Dois iraquianos julgados por crimes de guerra por britânicos mortos em 2003

Dois iraquianos acusados de terem matado dois soldados britânicos em março de 2003 vão ser julgados em Bagdá por crimes de guerra a partir de meados de abril, informaram neste sábado fontes judiciais.

AFP |

"A instrução está encerrada, e o caso foi transferido para o Alto tribunal criminal. Os dois são acusados de crimes de guerra", afirmou à AFP o presidente desta corte, Aref al-Shahin, destacando que "será o primeiro processo deste tipo".

"O julgamento vai começar em meados de abril, e já designamos advogados para defendê-los", acrescentou.

Fayçal al-Saadun, 56 anos, e Khalaf Mufdi, 58 anos, são acusados de terem matado a sangue-frio dois britânicos - o sargento-chefe Simon Cullingworth, 36 anos, e o soldado Luke Allsopp, 24 anos - perto de Basra, no sul do Iraque, no início da invasão deste país pela coalizão liderada pelos Estados Unidos, em março de 2003.

Em dezembro, o Alto tribunal de Londres considerou que os dois iraquianos podiam ser entregues às autoridades de seu país para serem julgados lá, apesar do "risco real de uma condenação à morte".

str/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG