Dois ex-prisioneiros de Guantánamo aparecem em vídeo da Al-Qaeda

Dois homens que foram liberados do centro de detenção de Guantánamo, cujo fechamento foi determinado na quinta-feira pelo presidente Barack Obama, aparecem em um vídeo divulgado em um site islâmico, informou o SITE, centro americano que monitora esse tipo de endereço na internet.

AFP |

Um dos ex-detentos, um homem saudita identificado como Abu Sufyan al-Azdi al-Shahri (prisioneiro 372 em Guantánamo), foi promovido ao alto escalão da Al-Qaeda no Iêmen, informou à AFP um agente americano antiterrorismo.

Aperecem no vídeo mais três homens, incluindo Abu al-Hareth Muhammad al-Oufi, identificado como comandante do movimento. O SITE o identificou depois como sendo o prisioneiro 333.

Um porta-voz do Pentágono, o comandante Jeffrey Gordon, não quis confirmar as informações do SITE neste sábado.

"Continuamos preocupados com os ex-detentos de Guantánamo que voltaram a se filiar a organizações terroristas após sua liberação", limitou-se a dizer Gordon.

O departamento da Defesa indicou que 61 ex-prisioneiros de Guantánamo - dos 520 que foram transferidos para o centro de detenção e depois liberados - haviam retomado as armas.

Este último caso joga luz sobre as dificuldades que o novo governo americano enfrentará em seu compromisso de fechar Guantánamo, onde ainda há 245 presos, dentro de um ano.

bur-ch/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG