Dois espanhóis que passaram três semanas à deriva ao sul das Ilhas Canárias, no oceano Atlântico, foram resgatados nesta sexta-feira por um navio cargueiro cipriota, informaram fontes oficiais.

Os dois homens, que ficaram sem água nem comida durante oito dias, foram avistados pela tripulação do navio quando estavam 250 km ao sul da ilha de Tenerife, segundo um porta-voz do governo local.

Ambos foram levados de helicóptero para um hospital de Las Palmas, e estão fora de perigo, segundo fontes oficiais.

"Não sabemos como eles se perderam, não sabemos nada, absolutamente nada. A boa notícia é que eles estão sãos e salvos", disse a filha de José Quevedo, um dos resgatados, à televisão pública.

Quevedo era o proprietário do barco "Saulo", que havia comprado na Espanha. O outro homem, Cristo Rey Herrera, era o tripulante da embarcação. Ambos são marinheiros experientes, e estavam desaparecidos desde o dia 13 de março.

ds/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.