Dois dias após agressão Bento XVI aparece sereno para o Angelus

O Papa Bento XVI, derrubado na quinta-feira antes da Missa do Galo na basílica de São Pedro por uma mulher aparentemente desequilibrada, deu prosseguimento neste sábado ao programa de Natal e celebrou o Angelus para a festa de São Estevão, primeiro mártir do cristianismo.

AFP |

Bento XVI apareceu sereno ao saudar, da sacada de seu quarto, os fiéis reunidos sob a chuva na praça de São Pedro no Vaticano.

Durante a homilia antes da bênção do Angelus, Bento XVI pediu apoio com orações aos "muitos fiéis que, em várias regiões do mundo, se veem submetidos a testes e sofrimentos por sua fé".

Também pediu amor para com os pobres.

O Sumo Pontífice celebrou ainda a "cortesia do amor, que não se rende ao mal e à violência, e derruba as barreiras entre os homens".

Assim como na sexta-feira, durante a tradicional bênção 'Urbi et orbi' (À cidade e ao mundo), o Papa não fez referência ao ataque sofrido.

A mulher que saltou a barreira de segurança na quinta-feira - Susanna Maiolo, uma ítalo-suíça de 25 anos, ao que parece com problemas psíquicos - e derrubou Bento XVI, foi internada na sexta-feira em um instituição psiquiátrica.

No incidente, o cardeal Roger Etchegaray, de 87 anos, sofreu uma fratura de fêmur.

O porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, informou que a justiça vaticana decidirá nos próximos dias, com base nos relatórios médicos e da polícia do Vaticano, os passos a seguir em relação à jovem.

Lombardi já havia afirmado que a questão era mais de cura do que de julgamento. Também disse que a justiça vaticana é, em geral, "clemente".

Susanna Maiolo declarou aos médicos, segundo o site do jornal La Repubblica, que não queria provocar dano a Bento XVI.

Este foi o segundo caso de agressão a uma autoridade na Itália em duas semanas. No dia 13 de dezembro, o primeiro-ministro Silvio Berlusconi foi atacado em Milão, também por um desequilibrado, que jogou uma miniatura da catedral da cidade contra o chefe de Governo, que quebrou o nariz e dois dentes.

cj/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG