Bogotá, 12 abr (EFE).- Dois cidadãos colombianos acusados de espionagem foram detidos por militares venezuelanos perto da fronteira entre os dois países, asseguraram hoje líderes políticos e ativistas de direitos humanos.

Em La Victoria, no estado de Apure, foi detido pela Guarda Nacional venezuelana Gerson Fabián Suárez, de 23 anos, depois de encontrarem em seu bolso uma câmera fotográfica que não tinha utilizado.

O deputado do departamento de Arauca, Juan Carlos Santamaría, afirmou que Suárez é acusado de espionagem e que, por essa razão, foi detido e transferido para a prisão de Santana, em Caracas.

"O grande erro foi carregar a câmara fotográfica e por isso o prenderam" acrescentou Santamaría.

Suárez é funcionário de uma empresa que realiza trabalhos em um rio na fronteira entre os dois países.

A outra pessoa detida é um agricultor, cuja identidade ainda não foi divulgada.

Segundo denúncias de defensores regionais de direitos humanos, os dois estão detidos na prisão de Santana, onde aguardam uma decisão da Justiça venezuelana.

As relações entre Colômbia e Venezuela atravessam um de seus momentos de maior tensão, gerado por um suposto caso de espionagem pelo qual pelo menos oito colombianos, segundo o Governo de Caracas, estão presos desde março. EFE fer/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.