Dois civis morrem por tiros da Otan no Afeganistão

Cabul, 17 fev (EFE).- Dois civis afegãos morreram hoje em Kandahar, no Afeganistão, devido aos tiros de soldados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que temiam um ataque insurgente, contra um veículo que se aproximou de uma patrulha das forças estrangeiras e ignorou as instruções de parar.

EFE |

Em comunicado, a Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), missão militar sob comando da Otan, afirmou que o veículo se aproximou a "grande velocidade" da patrulha.

"Apesar das repetidas advertências para que parasse e os disparos de aviso, o veículo continuou se aproximando da patrulha. Temendo um ataque, os soldados da Isaf dispararam com armas leves", admitiu a Otan.

Os dois ocupantes do veículo foram atendidos no local, mas, "infelizmente, morreram por causa dos ferimentos" enquanto eram levados de helicóptero, segundo a Isaf.

"As mortes civis sempre são lamentáveis. É importante ressaltar que todos nossos soldados são treinados para tomar todos os passos apropriados a fim de minimizar as vítimas civis", disse um porta-voz da Isaf em Kandahar, Denis Thompson.

"No entanto, estão autorizados a passar à ação para se proteger quando acharem que estão sendo ameaçados", afirmou.

A Otan também lembrou que realiza campanhas de publicidade para advertir a população civil para que fique a uma "distância segura" dos comboios das tropas internacionais. EFE nh-amp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG