Dois aviões Rafale da marinha francesa caem no Mar Mediterrâneo

PARIS - Dois aviões Rafale do porta-aviões Charles-de-Gaulle da marinha francesa caíram nesta quinta-feira no Mar Mediterrâneo, e o piloto de um dos aparelhos foi resgatado, anunciou a marinha em comunicado.

Redação com agências internacionais |

"Importantes meios aéreos e náuticos foram imediatamente mobilizados para recuperar os dois pilotos. Um deles já foi resgatado", destacou a marinha. "As operações continuam para encontrar o segundo piloto", acrescentou.

O acidente ocorreu às 13h de Brasília, cerca de 30 km a leste de Perpignan (sul da França), durante um simulacro de missão do qual participavam os dois aparelhos.

O caça Rafale, fabricado pela Dassault, nunca foi exportado, mas é o grande favorito de uma licitação de 36 aparelhos aberta pelo Brasil.

Licitação brasileira

O avião francês é o favorito, devido à importante transferência de tecnologia concedida pela Dassault para obter um contrato calculado em cinco bilhões de euros pela França.

A Suécia ofereceu ao Brasil a possibilidade de produzir em conjunto o avião de combate Gripen NG, em um esforço para melhorar sua oferta frente à Rafale.  Os Estados Unidos também prometeram às autoridades brasileiras a transferência de tecnologia "necessária" para a fabricação do F/A-18 Super Hornet, da Boeing.

A Força Aérea do Brasil (FAB) anunciou na segunda-feira que dará mais dez dias às três empresas concorrentes para que entreguem seus planos.

O Ministério da Defesa brasileiro havia fixado inicialmente para o dia 21 de setembro o último prazo para que as três formalizassem a sua oferta comercial.

Em dezembro de 2008, ambos os países haviam anunciado um acordo para o fornecimento por parte da França ao Brasil de quatro submarinos de ataque Scorpene e de um casco de submarino de propulsão nuclear.

Leia mais sobre Força Aérea da França

    Leia tudo sobre: frança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG