A aviação israelense indicou ter efetuado na madrugada deste domingo dois bombardeios contra túneis de contrabando no sul da Faixa de Gaza, que, segundo fontes médicas, deixaram quatro palestinos feridos. A ação seria uma resposta ao lançamento por milicianos palestinos do primeiro foguete contra solo israelense em quase um mês.

Os foguetes artesanais lançados a partir da Faixa de Gaza não teriam deixado vítimas ou causado danos, informou uma porta-voz militar.

Testemunhas apontaram que vários aviões de combate F-16 bombardearam a linha fronteiriça entre Gaza e Egito e destruíram cinco túneis, enquanto o Exército israelense assegurou que só foram dois.

Estes túneis bombardeados foram alguns entre as centenas pelos quais passam contrabando, desde produtos básicos até armamentos, que estão em falta em Gaza desde que Israel reforçou seu bloqueio ao território após o Hamas assumir seu controle à força em junho de 2007.

O Exército israelense assegura que mais de 200 foguetes e obuses de morteiro foram disparados a partir de Gaza para Israel desde que terminou a ofensiva israelense (27 de dezembro a 18 de janeiro) contra o movimento islâmico Hamas.


*Com informações da EFE e da AFP



Leia mais sobre: Faixa de Gaza

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.