Santiago do Chile, 17 mar (EFE).- Um chileno de 44 anos vem sofrendo com uma rara doença genética, que afeta seus tecidos musculares e articulações, transformando-o em um homem de pedra.

Carlos Olea sofre de fibrodisplasia ossificante progressiva, um mal que causa a formação de ossos no interior de músculos, tendões e ligamentos, prejudicando a mobilidade.

"Eu sinto algo interiormente, como se os nervos estivessem endurecendo", disse Carlos em entrevista ao "Canal 13".

Todos os dias, seus pais o levam até à porta de casa, onde fica preso à parede através de uma espécie de correia de couro. No lugar, Carlos observa a paisagem e se alimenta com a ajuda dos parentes.

A movimentação do "Homem de Pedra" é bastante limitada e se resume a gestos como o piscar de olhos, além de mexer alguns dedos dos pés e das mãos. Ainda assim, Olea consegue desfrutar de seu único prazer: fumar. O chileno, no entanto, precisa que coloquem um charuto em sua boca.

Silvia Castillo, chefe da Unidade de Genética do Hospital Clínico da Universidade do Chile, afirmou que o gene que ocasiona a doença de Carlos Olea foi descoberto em 2006. Segundo a doutora, o problema não tem cura.

"Carlos foi ficando em posição fixa e, por sorte, tem um braço mais dobrado, que lhe permite usar uma colher e fumar, por exemplo", disse. EFE frf/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.