Documentos da Al-Qaeda mostram sua organizada burocracia (CNN)

Vários documentos da Al-Qaeda apreendidos no Iraque revelam que a rede terrorista é uma organização burocrática e com regras, que tem registros detalhados sobre recrutamentos, ataques e baixas, informa nesta quarta-feira a rede de televisão CNN.

AFP |

Os documentos foram encontrados no quartel de um líder da Al-Qaeda na província oriental iraquiana de Al-Anbar, que aparece nas correspondências secretas com o nome de Faris Abu Azzam.

Combatentes da milícia iraquiana 'Sahwa' (Despertar), financiada pelos Estados Unidos, capturaram computadores e diversos arquivos comuns de Faris, após a morte do líder da Al-Qaeda, em meados de 2006.

O material inclui cartas, relatórios, prestações de contas a até vídeos, segundo a CNN.

"Os milicianos da Despertar entregaram farto material da Al-Qaeda a seus patrocinadores da Marinha, Fuzileiros e Exército, e até a CNN".

Os documentos mostram que no Iraque a Al-Qaeda estava sob a direção de iraquianos, e que os combatentes estrangeiros atuavam principalmente em ataques suicidas.

O almirante Patrick Driscoll, porta-voz americano em Bagdá, descreveu os documentos como "um tipo de foto instantânea global" da Al-Qaeda durante sua máxima atividade.

"Revela, antes de tudo, um sistema de comando e controle bastante robusto. Fiquei surpreso quando vi o grau de documentação para tudo: registros de pagamentos e todo tipo de coisa". Naquele momento, (a Al-Qaeda no Iraque) "era obviamente uma rede bem estabelecida", disse o almirante.

Segundo a CNN, esta é "a maior coleção de documentos da Al-Qaeda no Iraque a cair em mãos civis, e dá um panorama de dentro da organização que poucos agentes de inteligência ocidentais já viram".

ch/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG