Documentário sobre influência de Bush em cidade do interior tem festa de estréia diferente

Crawford, Texas - No lugar das limousines e do tapete vermelho, caminhonetes e um campo de futebol marcaram a estréia do documentário sobre a influência do presidente Bush numa pequena cidade americana.

AP |

Cerca de 300 pessoas compareceram à estréia de "Crawford" na noite desse domingo, que aconteceu em uma tela inflável de 15 metros de altura no estádio municipal de futebol americano; a cidade não tem cinema.

O documentário de David Modigliani conta como a vida da pequena cidade mudou para muitos de seus 700 moradores depois que George W. Bush, enquanto governador do Estado, comprou um rancho de 648 hectares na região em 1999, durante sua campanha presidencial.

O filme mostra reações diferentes de diversos moradores ao fluxo de turistas, à presença da mídia e aos protestos contra a guerra enquanto a economia local crescia com o surgimento de lojas de souvenir e outros negócios.

"Todas aquelas pessoas no filme são amigas minhas e foi ótimo vê-las na tela", disse Cindy Damon depois do filme. Ela disse que viveu na cidade 53 de seus 54 anos.

A multidão riu no domingo à noite durante uma cena que mostrava diversos senhores de idade jogando dominó e alfinetando uns aos outros sobre sua opinião a respeito de Bush.

Alguns riram quando as imagens mostraram o morador Ricky Smith passeando pela cidade com faixas que diziam "Cindy vá embora" em seus cavalos e outras mensagens durante o protesto de Cindy Sheehan durante o verão de 2005. A mãe californiana protestou durante as quatro semanas de férias de Bush e atraiu mais de 10,000 pessoas ao local.

Nem todos na multidão eram de Crawford. Robin Pfeiffenberger de Dallas, que nunca esteve na cidade anteriormente, disse que foi ver o filme no domingo porque estava intrigada pelo que ouviu a respeito da produção.

"O filme mostra vários pontos de vista da cidade", ela disse. "Eu posso certamente ver a verdadeira opinião das pessoas e suas personalidades".

Modigliani, que se mudou para Austin há alguns anos, disse que fez o filme depois de se sentir "traído" quando soube que Bush não era de Crawford. O documentário foi exibido em diversos festivais.

O filme mostra um período de oito anos, apesar de ter sido filmado entre 2004 e 2007. O cineasta usou imagens de arquivo e vídeos caseiros - como quando Bush discursou na graduação da escola de ensino médio local em 2000 e quando a banda da cidade tocou em sua primeira inauguração.

Entre os moradores presentes no filme está um administrador de escola, um ministro batista e um dono de uma loja de souvenir que apóiam Bush; e um professor e um estudante que se sentem isolados por não gostarem do presidente.

Leia mais sobre: Bush

    Leia tudo sobre: bush

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG