Doadores devem trabalhar junto ao governo haitiano, diz Zoellick

WASHINGTON (Reuters) - Os doadores no Haiti precisam garantir que o desespero não se transforme em violência como consequência do forte terremoto e devem permanecer comprometidos com a reconstrução do devastado país, disse o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, nesta terça-feira. Em entrevista à Reuters, ele afirmou que o Haiti tinha um dos piores indicadores de desenvolvimento humano no mundo antes de ser atingido pelo tremor de magnitude 7,0 na semana passada e que essa era a oportunidade de uma melhor reconstrução.

Reuters |

"O primeiro e o mais importante é que quando as câmeras saírem, que os doadores não saiam com elas", ele disse.

(Reportagem de Lesley Wroughton)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG