Divulgado telefonema que pediu ambulância para a casa de Michael

Los Angeles, 26 jun (EFE).- O portal TMZ divulgou hoje a gravação da ligação de emergência que pediu uma ambulância para a casa de Michael Jackson nesta quinta-feira e na qual um homem diz, apressado, que o cantor não respirava, nem estava consciente.

EFE |

"Preciso de uma ambulância o mais rápido possível", disse o homem, ainda não identificado, assim que a ligação foi atendida. Ele fez o telefonema da residência de Michael, no número 100 da Carolwood Drive, em Los Angeles.

"Ele precisa de ajuda, não respira, tentamos reanimá-lo, mas não responde", prosseguiu a pessoa, que em nenhum momento identificou a vítima como Michael Jackson, dizendo apenas que se tratava de um "homem de 50 anos" que se encontrava "sobre a cama".

O homem acrescentou: "Temos um médico particular aqui com ele, mas não responde a nada, nem à reanimação".

A mesma pessoa também afirmou que o médico particular de Michael esteve junto com ele o tempo todo.

Embora os exames toxicológicos executados hoje no corpo de Michael Jackson possivelmente não ofereçam resultados definitivos antes de seis ou oito semanas, a família do artista já apontou uma overdose de morfina como causa de sua morte.

Ed Winter, membro do escritório do juiz de instrução responsável pelo caso, declarou à imprensa que os exames do corpo durarão várias semanas.

"Vamos realizar análises toxicológicas e um exame que pode levar entre seis e oito semanas até que tenhamos os resultados finais", disse Winter.

Antes do início da autópsia, membros da família de Michael afirmaram que o cantor recebeu "uma grande dose de morfina" logo antes de sua morte, segundo o portal "TMZ". EFE mg/bba

    Leia tudo sobre: cantormichael jacksonmorte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG