A Federação Argentina de Futebol (AFA) anunciou nesta quarta-feira o adiamento do início de todos os torneios profissionais do esporte no país, incluindo o torneio Apertura - um dos dois principais campeonatos nacionais de primeira divisão disputados todos os anos na Argentina. A medida tem o objetivo de dar tempo a algumas equipes para que saldem dívidas que têm com jogadores.

"Ficam suspensos todos os torneios e, na terça-feira, 11 de agosto, o comitê executivo definirá se o Apertura terá início", disse Ernesto Cherquis Bialo, porta-voz da AFA.

A organização calcula que os clubes devem cerca de US$ 10,5 milhões aos jogadores.

A primeira rodada do Apertura estava prevista para o dia 14 de agosto. A AFA determinou que as dívidas sejam pagas até o dia 11.

O início
O Sindicato dos Jogadores de Futebol Argentinos (FAA) já havia reclamado do atraso no pagamento dos salários de alguns atletas e pedido a suspensão do Apertura como forma de pressionar os clubes.

O presidente da AFA, Julio Grondona, admitiu que sete clubes da primeira divisão deviam salários - incluindo Boca Juniors, River Plate, San Lorenzo, Independiente e Racing. Outros dez times da segunda divisão também estariam na mesma situação.

Grondona disse que não permitirá que equipes com contas no vermelho contratem novos jogadores.

Para aumentar a receita dos clubes, o presidente da entidade propôs aumentar a cota paga pela TV pela transmissão de jogos e regulamentar as apostas feitas pela internet.

A última proposta vem sendo criticada por analistas, que dizem que a prática pode levar à manipulação de resultados.

Todos os anos, os times da primeira divisão do futebol argentino disputam dois campeonatos nacionais, o Apertura e o Clausura.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.