Distúrbios religiosos deixam 13 feridos na Índia

Nova Délhi, 28 mar (EFE).- Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas ontem à noite em distúrbios registrados na importante cidade de Hyderabad (sul da Índia) entre grupos hindus e muçulmanos, informou hoje uma fonte policial.

EFE |

As autoridades ordenaram o desdobramento da Força Paramilitar de Ação Rápida (RAF) e da Polícia regional de Andhra para controlar a situação em vários bairros da cidade, onde continua a tensão, embora sem incidentes.

Os confrontos começaram este sábado à noite no bairro de Moussa Bowli, quando um grupo de hindus começou a substituir bandeiras verdes, típicas das festas islâmicas, por outras de cor laranja, por ocasião de uma festividade do deus hindu Hanuman.

Em breve começou uma discussão entre membros de ambos os credos que degenerou em insultos e lançamentos de pedras, assim como em uma série de ataques contra centros religiosos, carros, lojas e casas que perdurou até o começo da madrugada de hoje.

Segundo disse à "Ians" o comissário de Polícia A. K. Khan, 13 pessoas, entre elas dois jornalistas, ficaram feridas durante os confrontos e as investidas da Polícia, enquanto vários cidadãos fugiram de suas casas nas áreas mais afetadas. EFE daa/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG