Distúrbios na Esplanada das Mesquitas deixam mais de 80 feridos

Cerca de 60 palestinos e pelo menos 20 policiais israelenses ficaram feridos nesta sexta-feira em confrontos na Esplanada das Mesquitas, na Cidade Antiga de Jerusalém.

EFE |

"Os enfrentamentos eclodiram ao fim das rezas de sexta-feira, quando um grupo de jovens muçulmanos lançou pedras contra os policiais", na parte sul da esplanada, disse o porta-voz da polícia israelense, Miki Rosenfeld.

Segundo Rosenfeld, os policiais entraram na esplanada para afastar os manifestantes do Muro das Lamentações, onde também teriam sido agredidos com pedras.


Israelenses entram em confronto com palestinos na Esplanada das Mesquitas / AFP

Palestinos que testemunharam o fato contam que os distúrbios começaram por causa da entrada na esplanada, durante as rezas do meio-dia, de cerca de 30 policiais israelenses.

Por enquanto, os palestinos falam de 60 feridos em seu lado em consequência dos disparos de balas de borracha, gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral lançadas pela polícia. Segundo o porta-voz da polícia israelense, cerca de 20 agentes sofreram ferimentos leves por pedradas.

Após os primeiros enfrentamentos, várias forças israelenses tomaram posições na Cidade Antiga e na esplanada, onde alguns dos manifestantes foram para a Mesquita de al-Aqsa, terceiro local mais sagrado para o Islã, para não serem presos.

"Estamos em conversas com o Waqf Islâmico (máxima autoridade religiosa muçulmana) para que saiam", assinalou Rosenfeld.

Geralmente Israel costuma restringir o acesso ao local sagrado aos maiores de 50 anos, especialmente quando possui informação de possíveis distúrbios, mas nas últimas duas semanas não o fez.

A Esplanada já havia sido cenário de incidentes no domingo passado, depois que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu decidiu incluir no patrimônio cultural israelense dois locais sagrados - a Tumba dos Patriarcas em Hebron (mesquita de Abraão para os muçulmanos) e o Túmulo de Raquel (mesquita Bilal ben Rabah) em Belém, no patrimônio nacional do Estado hebreu.

A Esplanada é o terceiro local sagrado dos muçulmanos, depois de Meca e Medina. Os judeus denominam o lugar Monte do Templo e o consideram o principal local sagrado de sua religião.

Leia mais sobre Esplanada das Mesquitas

    Leia tudo sobre: jerusalém

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG