Distúrbios já danificaram 435 lojas em Atenas

Atenas, 10 dez (EFE).- Cerca de 435 estabelecimentos comerciais de Atenas foram danificados - 32 deles completamente destruídos - até o momento devido aos distúrbios que acontecem na Grécia desde sábado, quando começou a onda de protestos contra a morte de um adolescente pela Polícia.

EFE |

Entre os estabelecimentos danificados, há 16 filiais de bancos e supermercados e 40 lojas de departamentos.

Segundo dados da União de Comerciantes de Atenas, que representa 6 mil lojas da capital grega, os danos pelos atos de vandalismo superam 200 milhões de euros.

Os prejuízos em cada estabelecimento oscilam de 500 mil euros - por aqueles que só perderam parte de sua mercadoria - a 5,5 milhões de euros - naqueles que foram totalmente arrasados pelos vândalos.

Diante desta situação, o primeiro-ministro grego, Costas Caramanlis, anunciou um conjunto de medidas para compensar as perdas dos comerciantes.

Caramanlis disse, em mensagem à nação, que os pequenos e médios estabelecimentos receberão uma ajuda inicial de 10 mil euros, que o Estado pagará 50% dos danos sofridos e que cobrirá também metade dos empréstimos para reabrir os negócios, enquanto o resto se obterá com garantias estatais.

Além disso, os bancos darão um prazo de 15 anos para os empréstimos aos comerciantes pela perda de mercadoria e outros 15 anos para reconstruir os estabelecimentos destruídos.

Da mesma forma, será suspensa a cobrança de dívidas contraídas pelos comerciantes com o Estado por um prazo de três meses e se darão ajudas econômicas aos empregados das lojas que não possam abrir até o fim da temporada natalina de vendas.

Caramanlis declarou que, com estas medidas, o Governo responde com "ações" às conseqüências da onda de violência. EFE afb-as/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG