Distúrbios em Xinjiang deixam pelo menos 140 mortos

Os distúrbios étnicos de domingo em Urumqi, capital regional de Xinjiang (noroeste), deixaram pelo menos 140 mortos e centenas de pessoas foram detidas, anunciou o governo da China nesta segunda-feira.

AFP |

Além disso, de acordo com agência oficial Xinhua (Nova China), mais de 800 pessoas ficaram feriadas.

"A polícia prendeu centenas de participantes, incluindo mais de 10 pessoas que estimularam os distúrbios del domingo", afirma uma nota da agência Nova China.

Os policiais ainda procuram outras 90 pessoas em Urumqi, segundo a agência.

Mais cedo, o canal de televisão estatal CCTV exibiu imagens dos confrontos que mostram civis ensanguentados. As imagens também mostram carros e ônibus em chamas.

A situação voltou à normalidade nesta segunda-feira em Urumqi, onde vários bairros foram fechadas pelas tropas oficiais após os distúrbios atribuídos por Pequim à dissidência uigur no exílio, que teria estimulado os uigures a atacar a etnia han, majoritária no país.

Os confrontos são os mais graves em mais de um ano em Xinjiang, região que tem 8,3 milhões de uigures, que denunciam a repressão política e religiosa da China, que alega combater o terrorismo.

pt/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG