Pelo menos oito pessoas morreram nesta quarta-feira na capital da Somália, Mogadíscio, durante enfrentamentos que começaram depois que tropas etíopes atacaram um suposto esconderijo de rebeldes, informaram testemunhas.

Os dois grupos se enfrentaram com metralhadoras e lança-granadas no norte da capital, ao redor do mercado de Huriwa, perto da base militar de Heylebarise.

"Vi quatro civis e dois soldados somalis mortos quando morteiros foram lançados contra o mercado de Huriwa", disse Hassan Abdullahi Abdulle, morador da região.

O exército somali afirmou ter matado dois insurgentes islâmicos, o que eleva o balanço total para oito mortos.

A Somália está afundada em uma guerra civil desde 1991, quando o então presidente, Mohamed Siad Barre, foi derrubado e a luta fratricida pelo poder levou ao fracasso todas as tentativas de restaurar um governo funcional.

nur-bkb/ap/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.