Distúrbios deixam 2 mortos e 1 delegacia queimada no Pará

São Paulo, 10 mar (EFE).- Um confronto entre uma quadrilha e policiais no Pará, no norte do país, acabou com dois dos manifestantes mortos e uma delegacia de Polícia totalmente destruída, informou hoje uma fonte oficial.

EFE |

O porta-voz da Secretaria de Segurança Pública do Pará, Emanuel Villaça, confirmou à Agência Efe que o conflito, na localidade de Tracuateua, a 200 quilômetros da capital Belém, resultou em dois policiais feridos à bala e dois dos integrantes do protesto mortos "em legítima defesa".

A delegacia da localidade ficou destruída, assim como vários carros. Segundo ele, o real motivo do protesto foi um ataque a uma quadrilha de criminosos ligados ao narcotráfico.

Villaça explicou que, embora tenham tentado justificar o protesto como a tentativa de linchamento do suposto autor do assassinato, o grupo foi financiado e incentivado por membros do crime organizado que buscavam acabar com a presença policial na região.

O fogo que atingiu a delegacia teria sido provocado por bombas caseiras, um feito inédito em um protesto espontâneo.

"O autor do 'latrocínio' (roubo seguido de morte) havia sido transferido para Manituba, a 100 quilômetros dali. O linchamento foi uma desculpa de grupos de criminosos para acabar com uma delegacia", disse o porta-voz.

O funcionário sustentou que os responsáveis já foram identificados pela Polícia, que nas próximas horas pedirá a prisão dos criminosos. EFE az/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG