Dissidente iraniano morre de parada cardíaca na prisão

Um dissidente iraniano, Amir Hossein Heshmat Saran, morreu na prisão por causa de uma parada cardíaca, anunciou neste sábado o advogado Mohammad Saleh Nikbakht.

AFP |

"Heshmat Saran, fundador da Frente Nacional Democrática, foi detido em 2004 e condenado a oito anos de prisão", afirmou Nikbakht, também porta-voz da Associação de Defesa dos Direitos dos Prisioneiros.

Segundo ele, Heshmat Saran começou a sofrer problemas cardíacos há um ano e meio, mas, apesar dos pedidos de sua família, não foi autorizado a sair da prisão para ser tratado.

O advogado afirmou que sua associação pediu em várias ocasiões que fosse autorizada a atenção médica aos presos que sofrem de enfermidades graves.

A Frente Nacional Democrática, um partido declarado ilegal, pregava a mudança do regime político no Irã por meios pacíficos.

bur/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG