SANTIAGO DO CHILE - Os chilenos irão neste domingo às urnas para escolher o novo presidente do país em uma das eleições presidenciais mais apertadas de sua história, com o direitista Sebastián Piñera de um lado e o governista Eduardo Frei do outro.


Mais de oito milhões de cidadãos poderão escolher o sucessor da presidente chilena, Michelle Bachelet, que não pode concorrer a um segundo mandato consecutivo e deixará o poder no dia 11 de março.

O apedrejamento de uma zona eleitoral em Concepción, a 515 quilômetros ao sul de Santiago, é até o momento o único incidente relevante deste sábado, que transcorre "com normalidade", segundo o ministro do Interior chileno, Edmundo Pérez Yoma.

Os dois candidatos participaram hoje de diversas atividades a fim de conquistar novos votos em um segundo turno que, ao que tudo indica, terá um resultado bastante apertado.

No primeiro turno, o opositor Piñera recebeu 44,03% dos votos, enquanto o governista e ex-presidente Frei (1994-2000) ficou com 29,60%.

Porém, Frei conseguiu diminuir essa diferença para 1,8 ponto percentual - 49,1% contra 50,9% para Piñera - segundo uma pesquisa divulgada na quarta-feira pela empresa de consultoria MORI, a única realizada em todo o Chile neste segundo turno.

Em um percurso por diferentes locais de votação em Santiago, o ministro do Interior antecipou que os primeiros resultados serão divulgados por volta das 19h locais (20h de Brasília) deste domingo e considerou improvável que o vencedor seja anunciado apenas na segunda-feira.

"Ninguém pode prever isso. Pode acontecer, mas as chances são poucas. Estatisticamente, não é algo que aconteça sempre, mas ninguém pode descartar", ressaltou o ministro.

O sábado também foi marcado pelas repercussões das declarações feitas ontem por Sebastián Piñera, que criticou à Concertação, a coalizão de centro-esquerda no poder desde 1990.

"Não é tão ruim, amigos da Concertação, levantar cedo, trabalhar de forma honesta, ganhar a vida, sustentar suas famílias", afirmou nesta sexta-feira o multimilionário investidor durante um ato em Santiago.

"Não faz sentido que uma pessoa, principalmente alguém que quer ser presidente da República, fale dos funcionários públicos que trabalham, levantam cedo e são muito honrados, desta maneira", respondeu hoje o ministro do Interior.

Eduardo Frei considerou as as declarações de Piñera como uma ofensa à presidente e aos funcionários do Governo.

Frei se reuniu hoje com moradores do bairro de La Florida, em Santiago. Nas próximas horas, segue para o sul do Chile, onde vota amanhã na cidade de La Unión.

Piñera, que vota em Santiago, tomou café-da-manhã hoje com um grupo de idosos, disputou uma partida de futebol e fez um passeio de barco em um parque, tudo isso na capital chilena.

Na Região Metropolitana de Santiago, mais de 16 mil membros das Forças Armadas, Carabineiros e Polícia de Investigações farão amanhã a segurança dos 388 locais de votação espalhados pelos 16 distritos da área.

Segundo o Serviço Eleitoral chileno, as 34.325 mesas de votação ao redor do país serão abertas às 7h locais (8h de Brasília) deste domingo e deverão permanecer abertas por nove horas.

Desde sexta-feira, todos os locais de votação estão sob o controle das Forças Armadas e dos Carabineiros. Amanhã, a venda de bebidas alcoólicas será proibida.

Os estabelecimentos comerciais terão que permanecer fechados a partir das 21h de hoje (22h de Brasília) e apenas os bares e restaurantes poderão ficar abertos até a 0h de amanhã (1h de domingo em Brasília).

Além disso, os shopping centers não poderão funcionar neste domingo e o restante dos estabelecimentos comerciais só poderá abrir a partir das 14horas (15h de Brasília).

Também durante o dia da eleição, e até quatro horas depois do fechamento da votação, não poderão funcionar teatros, cinemas e casas de espetáculos, assim como não poderá haver eventos esportivos, artísticos ou culturais.

As autoridades chilenas incentivaram os eleitores a votarem cedo para evitar as altas temperaturas previstas para este domingo.

Leia mais sobre: Chile

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.