Discurso da posse de Obama passou mensagem de mudança, afirmam analistas

Washington, 20 jan (EFE).- O discurso de posse do presidente Barack Obama durou 18 minutos e 10 segundos, foi ousado, teve força, transmitiu realismo, mas também esperança, e transferiu a mensagem da transformação e do início de uma nova etapa, disseram diferentes analistas.

EFE |

Analistas e cidadãos qualificaram desta forma as palavras do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, abstendo-se de se referir a elas como históricas, pelo menos por enquanto.

O entusiasmo sobre a mensagem de Obama foi mais notável no cidadão comum.

Os analistas da emissora "CNN" coincidiram em ressaltar que o discurso foi preparado e escrito com muito cuidado, foi "muito ousado" e "forte", rompeu com a era do antecessor, George W. Bush.

Além disso, acreditam que transmitiu uma clara mensagem aos americanos: a de que Obama não liderará uma transição, mas uma transformação.

O 44º presidente dos Estados Unidos advertiu de que a próxima etapa será complicada e, por isso, deixou claro que "as coisas não vão mudar da noite para o dia", e que todos têm que colaborar com um país afetado por dois conflitos, uma profunda crise econômica e uma deteriorada imagem no exterior.

Ao mesmo tempo, pediu aos americanos para optar pela "esperança" e pela concórdia nacional, mensagem que foi recebida com emoção e lágrimas nos olhos por algumas das pessoas que se reuniram no Capitólio, em um público estimado em dois milhões de pessoas.

Para Viveka Kjellgren, o discurso de Obama era "promissor", e "digno", mas as palavras do presidente transmitiram "humildade", disse em declarações à Agência Efe.

A agente imobiliária, sueca, mas que vive há dez anos nos Estados Unidos, considerou que Obama tentou "preparar o país para os tempos difíceis que se aproximam".

No entanto, ao mesmo tempo, "infundiu esperança". Em sua opinião, a Europa "vai olhar para os Estados Unidos de forma completamente diferente" após o discurso e a chegada de Obama ao poder.

A força transmitida pelo novo presidente foi notada especialmente por Jennifer Richer, de 35 anos e procedente de San Francisco.

Richer, que trabalha em uma organização sem fins lucrativos, também afirmou que o discurso de posse "gerou esperança", mas ela foi além, ao afirmar que se sente "rejuvenecida" e "pronta para uma nova etapa".

Por sua parte, Trina Allen, uma psiquiatra negra de 41 anos da Carolina do Norte, qualificou o discurso de Obama de "espetacular".

Para ela, a posse de Obama teve um significado muito especial, já que seus pais foram criados no sul do país, onde era mais violenta a segregação racial.

Allen lembra que seus pais contavam que não podiam entrar nos restaurantes e tinham que se sentar na parte de trás do ônibus.

"Hoje, estou em Washington por eles e pelos meus avôs. Queria que estivessem vivos para poder viver este momento", afirmou.

Muitas pessoas esperavam para poder comparar o discurso de Obama como os melhores da história, como o de Abraham Lincoln em 1861, o de John F. Kennedy em 1961 e o de Franklin D. Roosevelt em 1933.

Em meio à rapidez dos eventos do dia, as análises sobre as palavras de Obama não amadureceram ainda.

Há os que asseguram que foi um discurso que ficará para a história, e há os que, como o analista da "CNN" David Gergen, que esperavam mais.

"Foi menos grandioso do que esperava", afirmou. No entanto, disse que enquanto presidentes anteriores pronunciaram o discurso pensando na posterioridade, "Obama falou pensando no presente". EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG