Discovery volta à Terra após missão de duas semanas

O ônibus espacial Discovery aterrissou este sábado com sete astronautas a bordo na Flórida (EUA), sem problemas.

AFP |

As rodas do Discovery tocaram a pista número 15 do Centro Espacial Kennedy, próximo de Cabo Canaveral, às 15H15 GMT (12H15 de Brasília), como estava previsto, sob um céu parcialmente nublado.

"Linda aterrissagem Mark, parabéns pela grande missão", disse um funcionário da Nasa no centro de controle de Houston (Texas, sul dos EUA) ao comandante do Discovery, Mark Kelly.

"É bom estar de volta e é maravilhoso para todos nós fazer parte de uma grande equipe, que ampliou a Estação Espacial Internacional (ISS)", respondeu Kelly.

O centro de controle de Houston autorizara pouco antes das 11H30 GMT (8H30 de Brasília) o fechamento das comportas da cabine do Discovery, o primeiro passo para a saída de órbita.

A Nasa aprovou na sexta-feira o retorno do Discovery e de seus sete tripulantes, um deles japonês, neste sábado, após determinar que uma peça que se soltou do ônibus espacial "não seria um problema" para a aterrissagem.

Os astronautas do Discovery acordaram com música neste sábado por volta das 6H30 GMT (3H30 de Brasília) para dar início aos preparativos para o retorno à Terra.

O Discovery terminou sua missão de 14 dias, cujo principal objetivo foi transportar e instalar um módulo pressurizado do laboratório japonês Kibo na Estação Espacial Internacional (ISS).

Durante a missão, que incluía nove dias de acoplagem à ISS, também instalaram um módulo logístico pressurizado de experimentação e armazenamento do Kibo, que havia sido transportado em março pelo ônibus espacial Endeavour.

Com o Kibo, o maior laboratório da ISS, o Japão se converteu em membro pleno do complexo espacial, junto com os Estados Unidos, Rússia e Europa.

"Este é um grande momento para os japoneses", afirmou o astronauta japonês da tripulação do Discovery, Akihiko Hoshide, ao abrir a comporta do laboratório, que estará finalizado quando chegar a terceira e última parte, chamada "Complexo Exposto", uma espécie de terraço a céu aberto que será levado por um ônibus espacial em março de 2009.

O Discovery também levou um novo membro da ISS, Greg Chamitoff, que substituiu o astronauta americano Garrett Reisman.

Os astronautas consertaram o banheiro da ISS que apresentava um problema no sistema de aspiração da urina desde maio passado, o que forçou a tripulação na época a improvisar um 'by-pass' para urinar.

A Nasa espera completar a construção da ISS até 2010, com o objetivo principal de explorar o espaço e estudar os efeitos da microgravidade nos seres humanos.

js/cl/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG